sábado, 29 de dezembro de 2007

Aprendo

e descubro na madrugada o renascer teimoso da natureza.

2 comentários:

cris disse...

Sublime a capacidade que tens para tanto dizer. Não és "sovina" com as palavras. Nada disso. Elas fazem fila para serem eleitas por ti, mas, sabem também, que quando não utilizadas, é porque não é a vez delas e isso é comovente, esse "tu cá, tu lá" com os preciosos vocábulos.

Assim as imagino, às palavras, quando aqui venho, Chloé.
Um sábado feliz para ti e os teus, Amiga.
O que eu Aprendo contigo!

dora disse...

obrigada pela visita com rasto, Chloé, bem vinda ao
La double vie de veronique!

abraço de bom ano!