segunda-feira, 18 de fevereiro de 2008

Medo





Confesso que tenho medo, muito medo... de não me conseguir reconstituir se quebrar desta vez!

3 comentários:

Anónimo disse...

Nunca podemos dizer que a nossa vida está decidida...
Há sempre uma outra coisa que pode acontecer, de imprevisto, de surpresa, sem querer, por acaso...
Encontrei-a por acaso, mas não foi sem querer
Estive consigo, foi uma surpresa e aconteceu o imprevisto
Não sei o que vai dar, mas uma coisa é certa - este improviso este acaso foi uma das maiores surpresas da minha vida
Não é para ter medo nem para quebrar alguém
É simplesmente a vida com os seus casos e acasos
Que chegam de surpresa e imprevistos
Não é para partir nem quebrar
É simplesmente o amor que sinto por si...
há muito muito tempo

Anónimo disse...

Bem.... e eu preocupado contigo... agora fiquei mesmo.

cris disse...

Para quê pensar no que sequer aconteceu?
Até pode não acontecer nunca!
Disfruta cada momento, Linda, e, não te deixes invadir por medos.

Olha, eu fico é feliz por ti, Amiga!
Muito, tanto!

Beijitos, muitos,
Cris